O Brasil está batendo recordes de temperatura mínima nos últimos dias. A baixa temperatura provocou neve nas serras gaúcha e catarinense e fortes geadas no centro-sul do País.  Algumas rodovias tiveram que ser interditadas, como foi o caso da SC-390 da Cascata do Avencal até entrada de Urubici, em Santa Catarina, em ambos os sentidos.

Fenômenos como a neblina, nevoeiro e neve podem ser perigosos e, portanto exige mais cautela e cuidados por parte dos motoristas, principalmente os de caminhão, para evitar acidentes.

No caso de neblina e nevoeiro as chances de ocorrer uma colisão é grande, principalmente em rodovias de mão dupla. Outro fator agravante são as carretas que trafegam com excesso de peso e têm dificuldades para frear. Utilizar farol baixo, reduzir a velocidade e ligar o pisca -alerta apenas no caso de veículo parado, são ações que podem contribuir para aumentar a segurança.

As geadas e neves apesar de serem fenômenos pouco frequentes também necessitam de cuidados intensos por parte dos motoristas, principalmente durante à noite e ao amanhecer quando as temperaturas são mais baixas.

O gelo deixa a pista úmida e somado a baixa temperatura reduz a aderência do pneu com o asfalto e, portanto torna quase impossível frear. Portanto trafegar com a velocidade mais baixa é uma ótima opção nessas ocasiões.

Outro ponto importante é a manutenção do caminhão. Em épocas de muito frio alguns contratempos podem ocorrer portanto é  essencial fazer revisões a cada viagem. Conversamos com o professor Manoel Carvalho Filho, da FABET SP, selecionou algumas dicas para uma viagem seguras durante esse período do ano.

1-  Faça sempre o checklist do veículo antes de sair, com atenção redobrada, pois se o veículo quebrar no meio da neblina ou frio intenso as chances de uma complicação são muito grandes.

2- Se puder, não entre em cerração porque não vai saber qual a distância que vai ter de visibilidade dentro dela.

3- Se for inevitável e tiver de prosseguir, dirija em uma velocidade compatível com o que você enxerga, sempre imaginando que poderá ter um veículo parado no meio da neblina.

4- Evite parar no meio da neblina (mesmo no acostamento) e fique atento às faixas e sinalizações.

5- Não utilizar farol alto. Se tiver, use o farol de neblina (normalmente posicionado mais baixo, pois a neblina se forma geralmente a partir de 40 cm de altura) ou o farol baixo.

6-Caso haja formação de gelo na pista, os riscos de colisão são quase inevitáveis se não utilizar correntes nos pneus. Evite prosseguir nessa situação, a perda de controle é praticamente inevitável.

6- Leve roupas, cobertores, comida e água porque se precisar dormir na cabine e não estiver bem agasalhado, pode sofrer uma hipotermia.

7- Verifique o funcionamento do ar condicionado, pois ele facilitará muito o desembaçamento dos vidros (no modo ar quente) e  não deixe o modo de circulação de ar somente interno por mais que poucos minutos ligado.

8- Evite ultrapassagens.

9- Manter-se informado é essencial, nas concessionárias das vias, polícia rodoviária, rádios e televisões.

10-No caso de geada ou neve mantenha uma velocidade baixa e com boa distância em relação ao veíulo da frente. Evite frear bruscamente e manobras repentinas para que o veículo não gire na estrada.