Prorrogação da redução do IPI até 31 de dezembro ajudou no bom desempenho

Durante o mês de outubro, o Banco Volkswagen obteve desempenho positivo no mês e  chegou a 33.525 operações de financiamentos, aumento de 39% em relação aos 24.184 contratos de setembro. Do total financiado, 26.233 foram do segmento de automóveis e 2.380 do setor de ônibus e caminhões, ambos os volumes 44% superiores aos registrados em setembro. Peças e acessórios atingiu 4.912 operações, frente às 4.252 do mês anterior, crescimento de 16%. A carteira de crédito acumulou R$ 21,6 bilhões e os novos negócios movimentaram R$ 962 milhões no período.

De acordo com Décio Carbonari de Almeida, diretor-presidente do Banco Volkswagen, o resultado positivo está apoiado no movimento do mercado automotivo, beneficiado pela prorrogação do IPI reduzido, que se estendeu até 31 de dezembro. Foram 341,6 mil unidades comercializadas – incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus – crescimento de 18,6 % ante setembro e alta de 21,8 % ano a ano, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O Consórcio Nacional Volkswagen também obteve resultados satisfatórios em outubro. No acumulado do ano, o volume de negócios ultrapassou as 115 mil cotas prospectadas já em outubro, salto 53,6% em relação ao mesmo período de 2011. Somente as operações do mês chegaram a 15.980 mil cotas, índice 21% maior do que as 13.199 mil computadas em setembro e 23% acima do objetivo estipulado para o período. Outro marco importante alcançado em outubro foram os 200 mil clientes ativos da carteira da instituição. Os números a consolidam como a maior administradora de montadora do Brasil: em 36 anos de história, já entregou mais de 500 mil veículos.

No resultado combinado, a Volkswagen Serviços Financeiros – formada pelo Banco Volkswagen, Consórcio Nacional Volkswagen e Volkswagen Corretora de Seguros – registrou 64.685 contratos, volume 30% superior ao registrado no mês anterior.