Condições de estradas são ruins e atrapalham transporte

A agricultura do Piauí está em estado de emergência. As condições das principiais vias de escoamento da produção de grãos e de chegada de insumos para o campo pioram a cada ano. A situação é de caos vivido diariamente por quem mora e trabalha na região.

Os agricultores muitas vezes precisam paralisar o plantio e retirar tratores da lavoura para auxiliar os carreteiros, que chegam a virar noites na Transcerrado. Em dias mais críticos, eles ainda tentam melhorar as condições das rodovias, colocando máquinas utilizadas nas fazendas para operar na estrada.

Com o objetivo de mostrar a situação ao poder público, uma associação de produtores foi criada neste ano, a Aipeq. Além de mobilizar os produtores locais para resolver os problemas das estradas, a entidade começa neste ano a realizar uma série de testes de campo, com mais de 40 variedades de soja.

Ao mesmo tempo em que a logística tenta travar o desenvolvimento agrícola do estado, a produção agrícola cresce no campo. Neste ano, a expectativa dos produtores é que o clima favoreça a colheita e que os rendimentos de soja superem os do ano passado. Estima-se que a oleaginosa terá potencial para render 55 sacas por hectare, contra 51 sacas colhidas no ano passado. A expectativa é fundamentada no clima e também nos fortes investimentos realizados no campo, principalmente em adubação.

Do 180 graus/PI