Uma das principais queixas dos motoristas de caminhão é a falta de reconhecimento da profissão. Mas por que é tão importante valorizá-los? A resposta é simples. Sem eles todos os serviços deixariam de funcionar com eficiência e em pouco tempo o caos se instalaria no País.

Provas para isso não faltam. A greve realizada no País, em maio de 2018 é um exemplo. Os 10 dias de paralisação destabilizaram o abastecimento de produtos e deixaram os brasileiros sem combustível e inseguros em relação a eficiência de alguns serviços básicos como o de saúde.

Outro exemplo é a situação que todo o País esta vivendo. Com a chegada do novo coronavírus o caminhoneiro mostrou mais uma vez a sua importância. Mesmo diante de todos os riscos os profissionais não pararam e por esse motivo o Brasil está se mantendo abastecido.

Porém, apesar do papel fundamental para a movimentação da economia brasileira, o motorista enfrenta muitos problemas em sua rotina de trabalho, como os perigos estrada e permanecer dias longe de casa.

De modo geral, não raramente o motorista de caminhão é apontado como um tipo de “vilão da estrada”, aquele que usa drogas, ingere bebidas alcoólicas, provoca acidentes e contribui para o congestionamento nas grandes cidades.

Porém, pouca gente se lembra que todo tipo de mercadoria chega aos seus destinos por caminhão.

Confira agora alguns motivos para valorizar a profissão de motorista

2Abastecimento do País

coronavirus