Em tempos de crise e de alta da inflação conseguir diminuir custos e aumentar o faturamento com caminhão se tornou uma tarefa difícil. Caminhoneiros parecem não enxergar mais uma solução a curto prazo e garantem estar cada vez mais caro viver do caminhão. Arcar com custos altos e imprevisíveis como o diesel tornou a profissão ainda mais desafiadora. Mas será que existe alguma alternativa? Antes de responder a essa pergunta é necessário responder a outra? Você trata o seu caminhão como uma empresa? Se a resposta for sim, encontrar uma alternativa para aumentar o seu faturamento poderá ficar mais fácil. Porém , se a resposta for não, o caminho vai ficar um pouco mais longo até que você conseguir diminuir custos e aumentar o faturamento com caminhão.

O primeiro passo é se convencer de que o caminhão é sim uma pequena empresa. E como toda empresa tem custos mensais que precisam ser muito bem administrados. Então é muito importante que o caminhoneiro saiba quanto ele realmente gasta quando coloca o caminhão para rodar.

O engenheiro Antonio Laura Valdivia entende que não é uma tarefa fácil e que a situação para os caminhoneiros autônomos não está boa. “Muitos custos estão subindo, diesel, pneu, manutenção, e o próprio caminhão. Estamos falando de uma inflação entre 30% e 40%. Portanto a única solução para o motorista é trabalhar para aumentar a receita e reduzir o custo da sua empresa, que no caso é o caminhão”, aconselhou.

Nesse momento o caminhoneiro pode perguntar “mas como?” Lauro explica que para amentar a receita não depende apenas do autônomo, afinal é necessário saber se o cliente vai aceitar a proposta. “Mas isso não quer dizer que ele não pode buscar uma rota e uma carga que esteja pagando melhor. Ele tem que estar sempre com o radar ligado para saber quem está pagando melhor. E tentar se aperfeiçoar. Observar outros segmentos”, destacou.

Outra alternativa é aumentar a quantidade de viagens, porém dentro de um limite saudável, afinal estamos falando de ser humano. E nesse caso, é preciso perceber se não tem alguma situação que o caminhoneiro não está perdendo tempo. Por exemplo, esperas longas para carga e descarga. “É preciso também planejamento para ter a carga de retorno para não correr o risco de voltar vazio ou por um preço muito abaixo do necessário para arcar com aquela viagem e assim ter prejuízo”.

Para Lauto, é imprescindível aprender a fazer conta,  estudar o negócio, a demanda de investimento, os custos. Não é simplesmente trocar de segmento ou pegar qualquer carga. Tem que estudar a situação. “O caminhoneiro tem que pesquisar preços dos produtos e saber o quanto eles rendem. E isso ele precisa aprender a administrar. Como vai saber se uma peça é de boa qualidade se  não tem o controle?. Tem que saber quando colocou a peça quantos quilômetros durou. Valeu a pena? Todos esses dados são importantes para que ele consiga escolher os produtos certos. Pode parecer pouco, mas se você multiplicar por 30 dias ou até mesmo 12 meses é perceptível a melhora”.

5 passos para você diminuir custos e aumentar o faturamento com caminhão 

CALCULAR O CUSTO POR QUILÔMETRO RODADO

Antes de duplicar dsc 6207

É muito importante calcular o custo do km rodado para saber se o frete negociado vai trazer algum tipo de prejuízo. Nesta conta deve-se levar em consideração todas as variáveis de gastos da operação e da perda de patrimônio. Entre os custos podemos citar:

  • Impostos (IPVA, Licenciamento, entre outros)
  • Seguros veiculares
  • Depreciação
  • Custos variáveis que oscilam de acordo com o uso dos caminhões:
    • Manutenção preventiva
    • Pneus
    • Combustível
    • Gastos com pedágios
    • Seguro da carga
    • Despesas diversas de viagem

APLICATIVOS DE FRETE

ALE 6644 P

Apesar da ferramenta ainda ser utilizada com certo receio pelos motoristas ela tem como principal objetivo facilitar a intermediação entre o autônomo e os embarcadores de carga, papel tradicionalmente feito pelos agenciadores de carga. Desta forma, é possível obter um valor de frete maior em relação a uma carga negociada através de um agenciador.

Todas as informações do frete e da empresa constam na plataforma, evitando desgaste na hora da negociação e gerando maior confiança ao motorista.

Mas é importante alguns cuidados para ter sucesso com os aplicativos:

  • Manter o cadastro sempre atualizado
  • Fornecer todos os documentos solicitados
  • Registro na ANTT
  • Identificar as melhores rotas e tipo de caminhão
  • Manter a manutenção em dia do caminhão
  • Verificar a procedência do aplicativo
  • Confirmar todas as informações do frete oferecidas pela empresa

CAMINHÃO ATUALIZADO E COM A MANUTENÇÃO EM DIA

volvo manutencao

Geralmente o embarcador tem a tendência de optar por caminhões mais novos e com a manutenção em dia. Então é imprescindível que o motorista não descuide da conservação do seu veículo. É  importante  também ter os documentos pessoais e do veículo em bom estado e válidos, além de equipamentos de proteção individual (EPIs), rastreador e seguro, entre outros itens.

Especialistas garantem que reparos preventivos são, em média, três vezes mais baratos que reparos corretivos. Essa economia diz respeito apenas ao conserto dos veículos. Se forem acrescidas as perdas com paradas não programadas, cargas, garantia e outros, a realização de revisões periódicas são ainda vantajosas.

Estar com o caminhão em dia evita também atrasos das entregas, quebra de contratos, veículos parados e perdas das cargas, por conta de tombamentos, saques entre outros inconvenientes que tornam o motorista menos competitivo.

FRETE DE RETORNO

caminhao estrada

Rodar vazio é sempre a pior opção para o autônomo. É muito importante que o motorista tenha sempre em um frete de retorno para ajudá-lo a pagar as despesas. Nesse aspecto, os aplicativos de frete podem ajudar pois é possível verificar as cargas disponíveis e que sejam compatíveis com as datas de chegada e partida do destino.

Assim, é muito importante que todas as viagens realizadas sejam planejadas com atenção. O frete de retorno é uma excelente estratégia para elevar a rentabilidade e potencializar a sustentabilidade do negócio.

Algumas dicas para garantir frete de retorno:

  • Pesquisar as oportunidades do destino final de entrega de uma carga
  • Forme parcerias com embarcadores e transportadores
  • Negociar um valor que cubra os custos da ida e volta

FRETE DIVERSIFICADO

Safra Porto Santos

Em tempo de crise é importante aumentar a quantidade de serviços para manter a receita no mesmo nível. Muitos autônomos já perceberam que restringir o tipo de carga pode contribuir para um baixo faturamento.

Uma alternativa é estudar novas possibilidades e oportunidade e saber quais fretes e serviços podem ser realizados pelo tipo de veículo que você possui e assim se tornar mais competitivo.

Podemos citar o caminhão graneleiro que pode ser também utilizado para o transporte de produtos que não exijam muita proteção.

Então fiquem atentos: reduzir as opções de frete faz com que o autônomo tenha que trabalhar muito mais para conseguir um faturamento razoável no final do mês.