Um levantamento realizado pela Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) aponta que na melhor das hipóteses, a duplicação da BR-101 será concluída apenas no primeiro trimestre de 2016, isso se a licença ambiental para o para o túnel do Morro dos Cavalos for liberada até o terceiro trimestre deste ano, e se a obra for licitada até o primeiro trimestre do próximo ano.
De acordo com Ricardo Saporiti, engenheiro responsável pela análise, a situação é difícil, mas possível. A pesquisa tomou por base o relatório encaminhado pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) ao Fórum Parlamentar Catarinense e incluiu avaliação na obra.
A análise mostra também que várias obras ainda não foram iniciadas, com destaque para o alargamento e reforço de antigas pontes que ainda estão em uso. Segundo o levantamento, estes são serviços indispensáveis, considerando o fluxo de transporte pesado na via, e cujas obras provocarão sérios transtornos ao trânsito dos veículos. “Todas as obras são essenciais e imprescindíveis para a completa duplicação da BR-101/SC e os retardamentos em suas contratações comprometem sobremaneira a finalização do empreendimento”, afirma o estudo.

Fonte: Fiesc