A partir desta quarta-feira (15/02), sempre que a visibilidade no Sistema Anchieta-Imigrantes estiver abaixo de 100 metros, a velocidade máxima nos trechos de serra será reduzida para 40 km/h. Além disso, passará a valer a proibição de ultrapassagem para veículos comerciais nessas condições.
A nova regulamentação entrará em vigor com período educativo de 30 dias para adaptação dos usuários. Os motoristas serão avisados por 18 placas que emitirão iluminação amarela piscante sempre que o limite reduzido estiver em vigor, além de mensagens nos painéis eletrônicos.
Como parte do pacote de medidas, também está sendo testada uma nova tecnologia de sinalização de solo especial. Tachas em LED alimentadas por energia solar foram implantadas entre os quilômetros 45 e 46 da pista de subida (norte) da Imigrantes e nas duas alças de Interligação Planalto. As tachas são mais refletivas que as convencionais (mais conhecidas como olho de gato), proporcionando melhor visibilidade da delimitação entre as faixas de rolamento da rodovia. Além disso, continuam em vigência as operações comboio.
A expectativa é de que o Sistema Anchieta-Imigrantes fique ainda mais seguro, principalmente em épocas de neblina. De acordo com a Artesp (Agência de Transporte de São Paulo), com essas medidas implantadas, cabe aos condutores adotar comportamento preventivo na direção, redobrar a atenção em condições climáticas adversas e respeitar a legislação de trânsito.