Para economizar na estrada é necessário organização por parte do caminhoneiro. É preciso fazer ajustes em sua planilha de custos e encontrar algumas maneiras de obter pequenas economias. Preparar a refeição pode ser o primeiro passo. Os benefícios são menor gasto nos restaurantes e mais qualidade de vida.

Economizar na estrada: caixa-cozinha e geladeira

Antes de iniciar a viagem, monte um cardápio básico para ter ideia do tipo de utensilio que irá precisar e quais alimentos não perecíveis consegue armazenar no caminhão. Caso o caminhão não tenha geladeira, escolha com cuidado os alimentos perecíveis para não correr o risco de estragar antes do consumo.
No caso do caminhão ter geladeira, monte um cardápio variado e inclua frutas e legumes, proteínas. Ter a geladeira no caminhão pode evitar reabastecimentos ao longo da viagem e consequentemente custos extras.

Economizar na estrada: Cozinha compartilhada

Com antecedência é possível combinar as rotas e o local de parada com os colegas. Na hora das refeições, cada participante contribui com algum alimento ou bebida, e as tarefas poderão ser divididas. Assim, cozinhar na estrada ficará mais fácil, prático, prazeroso e econômico. E como consequência, o custo será menor e a sua refeição terá muito mais qualidade.

Economizar na estrada: Planejamento da viagem

Antes de iniciar uma viagem é importante planejar todo o roteiro. Esse planejamento ajuda o motorista a definir os locais de parada, melhores preços de abastecimento além de já ter provisionado valores de pedágio.

Economizar na estrada: check-up no caminhão

Antes de iniciar uma viagem é importante o caminhoneiro fazer uma verificação básica no caminhão como calibrar os pneus. A falta de manutenção preventiva no caminhão pode resultar em diversos problemas para os caminhoneiros.

Entre eles está o comprometimento da segurança na estrada e os prejuízos provocados pela indisponibilidade do veículo.

Somado aos atrasos das entregas, quebra de contratos, e perdas das cargas, por conta de tombamentos, saques ou vencimento de validade, as despesas podem ser ainda maiores.

Economizar na estrada: excesso de carga

Todo caminhão é projetado para transportar um certo limite de carga. Ao exceder esse valor o motorista corre o risco de ser surpreendido a qualquer momento na estrada e ter um prejuízo que pode comprometer o seu faturamento.

O fato do motorista estar com excesso de carga exige mais do caminhões por estar mais pesado.

Alguns componentes como os pneus, transmissão e freios podem ser comprometidos. Assim o tempo de indisponibilidade do veículo é ampliado já que precisará de mais paradas para consertos e revisões.

Economizar na estrada: diesel

A economia de diesel impacta diretamente no faturamento do caminhoneiro autônomo. Portanto, é muito importante adotar algumas medidas na tentativa de reduzir o consumo de diesel, melhorar e eficiência no consumo e tornar suas operações mais sustentáveis.

As orientações vão desde o controle do pé no acelerador, atenção ao conta-giros, evitar excesso de carga até pneus calibrados. Troca de marchas na hora certa e manter em dia a manutenção do caminhão na prática também dão resultados.

Manter o caminhão em boas condições é um dos pontos fundamentais. Afinal, o caminhão com uma manutenção feita de maneira regular garante desempenho mais eficiente. Os pneus também contribuem para o consumo de combustível.

A velocidade também interfere no consumo. Em velocidades altas, por exemplo, o consumo de combustível aumenta significativamente. Mantenha uma velocidade constante e moderada para otimizar o consumo.

Outra dica é utilizar o freio motor, especialmente em descidas.