Quando o frete compensa? Responder a essa pergunta todas as vezes antes de aceitar um frete pode fazer toda a diferença no final do mês. Com os custos fixo cada vez mais altos é imprescindível ter a certeza de que o valor negociado realmente vale a pena.

Para aumentar a margem de lucro nos serviços de frete, especialistas alertam que os caminhoneiros precisam administrar melhor o seu negócio. Assim, é possível controlar melhor os custos e aumentar a margem de ganho em cada transporte de carga.

Quem vive do caminhão, principalmente o motorista autônomo, deve sempre avaliar o valor do frete e todos os custos da operação para decidir se vale a pena fazer o transporte. Isso porque, o jeito de conduzir o negócio é o principal pilar em qualquer tipo de atividade para que ela possa garantir algum resultado financeiro positivo.

lg.php?bannerid=0&campaignid=0&zoneid=18&source={obfs:}&loc=https%3A%2F%2Focarreteiro.com.br%2Fultimas noticias%2Fdicas para aumentar a margem de lucro nos servicos de frete%2F&referer=https%3A%2F%2Focarreteiro.comSe antes era necessário anotar as despesas, controlar os gastos e avaliar melhor o frete, agora, nesse cenário de crise econômica, é imprescindível para conseguir sobreviver na profissão.

Dentre as dicas para saber quando o frete compensa e conseguir aumentar a margem de lucro, especialistas apontam principalmente para uma melhor gestão financeira dos contratos, com controle claro de despesas e recebimentos, para que os ganhos não fiquem comprometidos.

“O caminhoneiro precisa calcular exatamente quanto irá gastar naquele transporte, antes de fechar um contrato. Nesse cálculo, precisa entrar gastos com pneus, distância, peso da carga, gastos com combustível, diárias trabalhadas, paradas para alimentação e descanso, Vale Pedágio, entre outros custos operacionais”, explica Luiz Garcia, diretor financeiro da TARGET Meio de Pagamentos, uma das cinco maiores empresas de solução de pagamentos para o setor logístico.

Outras dicas incluem não aceitar qualquer tipo de frete. O maior perigo de não analisar o frete de maneira correta é o motorista ter de trabalhar cada vez mais, porque a medida que se reduz o frete, é necessário aumentar a quantidade de serviços para manter a receita no mesmo nível.

Na hora de negociar o frete é de extrema importância que o motorista analise se o valor oferecido será suficiente para pagar todos os custos da viagem e deixará algum lucro. O frete analisado deve ser a soma do valor recebido na ida e na volta. A planilha de custos bem elaborada dá condições para que o prestador de serviço analise de forma consciente o frete que lhe é oferecido. Além de ser base para a avaliação do negócio.

Então quando o frete compensa?

O desespero na hora de aceitar o frete pode provocar excesso de trabalho. A medida que se reduz o valor é necessário aumentar a quantidade de serviços para manter a receita. Como resultado, pode resultar em estresse.

Dessa forma, o primeiro passo é saber se o valor oferecido pode pagar todos os custos da viagem e, se sobrará alguma coisa. Antônio Lauro Valdivia Neto, especialista em transporte e assessor da NTC & Logística, explica que o  frete analisado deve ser a soma recebida na ida e na volta.

Para saber quando o frete compensa o caminhoneiro deve levar em consideração alguns itens e elaborar uma planilha de custo. E não é tão complicado quanto parece. Pedimos para o Antônio Valdivia preparar algumas dicas para ajudar o caminhoneiro a melhorar o seu faturamento.

Dicas de como elaborar uma planilha de custo

Analisar o frete 

O maior perigo de não analisar o valor de maneira correta é o motorista ter de trabalhar cada vez mais, porque a medida que se reduz o frete, é necessário aumentar a quantidade de serviços para manter a receita no mesmo nível. E, mesmo assim, nem sempre será o suficiente para compensar os gastos com cada uma dessas viagens. A consequência, como tem acontecido, é a falta de condições para honrar pagamentos de compromissos assumidos.

Como analisar o frete 

Na hora de negociar o frete é de extrema importância que o motorista analise se o valor oferecido será suficiente para pagar todos os custos da viagem e deixará algum lucro. O frete analisado deve ser a soma do valor recebido na ida e na volta. A planilha de custos bem elaborada dá condições para que o prestador de serviço analise de forma consciente o frete que lhe é oferecido. E assim consegue verificar quando o frete compensa. Além de ser base para a avaliação do negócio.

O que deve constar na planilha

Na planilha de custo devem constar todos os recursos consumidos e os custos com manutenção, pneus, despesas de viagem, combustível, taxas e impostos (licenciamento, IPVA, seguro obrigatório, RNTRC, taxa de vistoria de tacógrafo, etc) pagos para rodar com o caminhão, além de seguro do caminhão e os custos de depreciação do veículo. Desta forma será possível saber com mais certeza se a viagem será lucrativa.

Essa é uma das maneiras mais simples de o motorista saber quando o frete compensa e cuidar bem do seu negócio. Para começar, basta ter um caderninho e anotar todos os custos acima citados e os fretes recebidos. Assim o carreteiro terá condições de fazer uma avaliação ao final de cada viagem, de cada mês, trimestre, semestre e ano, e saber se foi positivo ou negativo.

Leia mais

Qual o perfil do caminhoneiro se destaca no mercado de frete